Nacional

Casa Pia: PGR e procurador analisaram "várias questões"

Casa Pia: PGR e procurador analisaram "várias questões"

O procurador-geral da República, Pinto Monteiro, esteve reunido com o procurador João Aibéo, esta terça-feira, para analisar "várias questões" do processo Casa Pia.

"O procurador-geral da República reuniu-se com o procurador João Aibéo, tendo sido analisadas as várias questões que se têm colocado acerca do processo 'Casa Pia'", referiu a Procuradoria em resposta a uma questão colocada pela Agência Lusa, sem adiantar mais informações.

No passado dia 2 de Fevereiro, Pinto Monteiro já tinha estado reunido com João Aibéo, tendo dito na altura que o encontro serviu para uma análise conjunta "ao processo no seu todo".

O julgamento do processo Casa Pia relativo a abusos sexuais de menores da instituição terminou, ao fim de quase seis anos, com um acórdão que condenou seis dos sete arguidos a penas de prisão e ao pagamento de indemnizações.

Carlos Silvino foi condenado a 18 anos de prisão, Carlos Cruz a sete anos de prisão, igual pena foi aplicada ao médico Ferreira Diniz, o embaixador Jorge Ritto foi condenado a seus anos e oito meses, Hugo Marçal a seis anos e dois meses e Manuel Abrantes, ex-provedor adjunto da Casa Pia, a cinco anos e nove meses. Gertrudes Nunes, dona da casa de Elvas, foi absolvida do crime de lenocínio.