O Jogo ao Vivo

exames

Ministra atribui resultados da escola pública ao facto de ser "aberta a todos"

Ministra atribui resultados da escola pública ao facto de ser "aberta a todos"

A ministra da Educação, Isabel Alçada, justificou hoje, sexta-feira, em Lisboa, que a liderança das escolas privadas no ranking dos exames nacionais deve-se ao facto de a escola pública "ser aberta a todos".

"A escola pública não faz selecção de alunos, é uma escola aberta a todos. Mesmo as crianças com mais dificuldades recebem apoio", sublinhou, em declarações aos jornalistas na Fundação Calouste Gulbenkian.

Isabel Alçada falava no final da sessão de abertura da IV Conferência Internacional do Plano Nacional de Leitura (PNL) "Ler+", que vai decorrer na fundação até sábado, dedicada ao tema "Ler no século XXI - Livros, leituras e tecnologias".

A tutelar da pasta da educação foi confrontada pelos jornalistas com ranking dos resultados dos exames nacionais no ensino básico e secundário, cujos dez primeiros lugares são ocupados por escolas privadas, e surgem apenas duas escolas públicas nos vinte primeiros classificados.

"A escola pública acolhe todas as crianças, é aberta a todos. Os resultados [do ranking] decorrem desse facto", reiterou a ministra, apontando que, no entanto, tem constatado "um progresso".

Questionada ainda sobre o valor do Orçamento de Estado previsto para o sector da educação em 2011, Isabel Alçada garantiu que "o essencial vai ser mantido".

Defendeu que "a optimização de recursos deve acontecer em domínios que não são essenciais".

PUB

 Para Isabel Alçada, "o investimento na escola pública, em todos os domínios, é muito importante para que continue a fazer o seu trabalho".

Questionada pela agência Lusa sobre o facto de os resultados na disciplina de Matemática terem piorado a média este ano, nos exames nacionais, Isabel Alçada disse: "Temos que fazer mais esforço".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG