O Jogo ao Vivo

Nacional

80% das secundárias com média negativa

80% das secundárias com média negativa

A marcha é imparável: nos exames do 4.º ano, 40% das escolas tiveram média negativa; nos exames do 6.º ano, já foram 50% as escolas com média negativa; nos exames do 9.º ano, passaram para 70% as escolas com média negativa; para, finalmente, nos exames do 11.º e 12.º anos, 80% das escolas marcarem uma média negativa.

» Pesquise aqui as escolas por distrito e concelho

Todos os distritos do país estão no vermelho. Só quando se atenta nas médias concelhias se descobrem 23 concelhos em que os alunos ultrapassam a barreira dos 10 pontos, a fronteira entre uma nota negativa e uma nota positiva.

» Leia aqui a análise ao 3º ciclo

Um panorama desolador que também se observa se a análise aos resultados se fizer através da média geral dos exames do Ensino Secundário. Os alunos portugueses não conseguiram melhor do que um 9,15. menos sete décimas que em 2012 e menos um ponto do que em 2011, de acordo com os critérios do JN.

» Veja aqui análise ao 2º ciclo

Nesta descida ao inferno da Educação, os mais castigados são, como vem sendo habitual, os alunos da escola pública, uma vez que, no conjunto, os alunos das escolas privadas ainda conseguem uma média de 10,5. Acontece que representam apenas 23 mil de um universo de 178 mil exames efetuados na primeira fase.

» Veja também a análise ao 1º ciclo

Entre tanta má notícia, que se destaque pelo menos uma boa: há uma escola pública quase no topo do ranking. A Escola Básica e Secundária Monte da Ola galgou 426 posições, para se colocar no 6.º lugar. O primeiro lugar continua a ser matéria para escolas privadas, mas houve troca. A Academia de Música de Santa Cecília, em Lisboa, relegou o Colégio do Rosário, no Porto, para o segundo lugar.