Infarmed

Droga que desapareceu de armazenista foi a mesma que matou Prince

Droga que desapareceu de armazenista foi a mesma que matou Prince

O Infarmed informou esta quinta-feira que desapareceram de um armazenista 430 caixas do medicamento Fentanilo Basi. Este analgésico muito potente, de uso exclusivo hospitalar, é o mesmo que matou o músico Prince em 2016.

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) foi notificada pelo distribuidor por grosso do desaparecimento de 430 unidades do medicamento Fentanilo Basi, solução injetável, 0,05 mg/ml, ampola - 10 unidade(s) - 5 ml, e​​​​​​ reportou o caso às autoridades.

A nota do Infarmed refere que estão "em curso ações inspetivas ao circuito do medicamento".

Ao que o JN apurou, tudo aponta para que se trate de um furto e é pouco provável que as unidades entrem no circuito legal porque os intervenientes estão avisados e o lote em causa (número 3022 com o número de registo 4419685) é facilmente detetável.

Foi por essa razão que o Infarmed enviou um alerta, a nível nacional e internacional.

"Atendendo a que não se pode afastar a possibilidade das unidades do lote acima referido serem transacionadas no circuito legal, no caso de se verificar a deteção, cedência ou aquisição de unidades do lote acima mencionado, deverá ser investigada a sua proveniência, nomeadamente se a origem é de um distribuidor autorizado pelo Infarmed", refere a circular informativa do regulador do medicamento.

PUB

O Infarmed pede ainda que lhe seja comunicada qualquer suspeita sobre a autenticidade destas unidades.

O desaparecimento deste tipo de fármacos, de uso exclusivo hospitalar e que contém substâncias estupefacientes, não é comum em Portugal porque são sujeitos a regras mais apertadas, mas têm sido reportados alguns casos na Europa e países de Leste.

Mesmo não sendo comum, já não é a primeira vez que são reportados desaparecimentos de medicamentos em Portugal. No final do ano passado, a Polícia Judiciária desmantelou uma rede que atuava no Hospital de Santa Maria, em Lisboa. O esquema, que contava com o envolvimento de funcionários da unidade hospitalar, passava por furtarem hormonas de crescimento e opióides para venderem em ginásios a pessoas ligadas ao culturismo.

O fentanil é um analgésico potente de ação rápida e curta duração. É usado em pós-operatório e também como componente da anestesia geral e suplemento da anestesia local.

Trata-se de um opióide 50 vezes mais potente do que a heroína e é usado igualmente no caso de dores extremas provocadas por doenças crónicas e oncológicas.

A droga em causa foi a mesma que provocou uma overdose fatal a Prince em 2016.

Outras Notícias