Nacional

Alunos especiais sofrem cortes de 30 milhões

Alunos especiais sofrem cortes de 30 milhões

As aulas começaram há uma semana na maioria das escolas e a Educação Especial está a rebentar pelas costuras.

Os sindicatos dizem que o corte nesta área para 2015 é de 30 milhões (a verba em 2014 foi de 198 232 208 euros), à custa de corte nos recursos humanos e nos subsídios que são pagos aos pais para terem acesso a terapias e outras respostas que a escola pública não dá.

O Ministério da Educação e Ciência (MEC) nega, mas não avança quaisquer números.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa.