Legislativas 2015

Bloco diz que Aguiar-Branco lucrou 1 milhão com transportes do Porto

Bloco diz que Aguiar-Branco lucrou 1 milhão com transportes do Porto

O candidato número dois do BE pelo Porto, José Soeiro, acusou este sábado o ministro Aguiar-Branco de ter lucrado, através do escritório de advogados de que é sócio maioritário, um milhão de euros com a subconcessão dos transportes do Porto.

José Soeiro discursava no comício da Praça dos Poveiros, no Porto, apelidando da "maior vigarice" a "concessão vergonhosa da STCP [Sociedade de Transportes Coletivos do Porto] e da Metro do Porto", cujo "autor do crime é o secretário de Estado Sérgio Monteiro, o 'bota de ouro' das parcerias público-privadas no tempo do Governo do PS [uma alusão ao ter trabalhado na Caixa Geral de Depósitos]".

"No Porto, Aguiar-Branco [ministro da Defesa Nacional] é a cara deste processo de concessão dos transportes do Metro e da STCP contra a opinião dos utentes, contra a opinião dos autarcas das várias cores que existem, mas ele é também sócio maioritário do escritório de advogados que ganhou um milhão de euros em pareceres e consultadorias feitas à Metro do Porto", disse.

Mas o primeiro-ministro também não saiu ileso das críticas do candidato do BE, acusando Passos Coelho de estar "em fuga, fechado em salões, em conferências depois de ter sido arrasado em três debates seguidos pelas três mulheres mais competentes que se apresentaram nesta campanha".

"Catarina Martins, que arrasou Passos Coelho no debate da televisão, a mulher de cor-de-rosa da berma da estrada que arrasou Passos Coelho no diálogo que teve e a mulher do Minho que quando Passos Coelho lhe falou dos estágios disse e deu nome que toda a gente já percebeu que é aquilo que ele é mas que é no Minho que se diz: és um aldrabão", disse.

Recordando que José Pedro Aguiar-Branco é o ministro da Defesa mas também o cabeça de lista no distrito do Porto da coligação Portugal à Frente (PSD/CDS-PP), o deputado bloquista ironizou, dizendo que também é "naturalmente um exemplo de empreendedorismo e um advogado de sucesso".

"Se querem um exemplo do que é que é a promiscuidade, a pouca vergonha, os interesses olhemos para o Porto e para a concessão dos nossos transportes públicos. O que está a acontecer no distrito é um assalto feito por gente fina e contra esse assalto nós temos a obrigação de usar todos os meios que temos ao nosso dispor", criticou.

Segundo Soeiro, "o trabalho foi tão bem feito que o Governo PSD/CDS quando tomou posse decidiu convidar o 'bota de ouro' das PPP para secretário de Estado dos Transportes e o 'bota de ouro' das PPP transformou-se então no campeão das privatizações".

"Vimos também Paulo Portas a entrar numa espécie de máquina do tempo para falar das mulheres como se ainda estivéssemos no século passado e como se elas fossem umas flores para pagar as contas à hora certa e cuidar das crianças e dos idosos", respondeu ainda o bloquista às declarações que o vice-primeiro-ministro fez sobre as mulheres.