Legislativas 2015

Jerónimo chuta para o PS hipótese de acordos

Jerónimo chuta para o PS hipótese de acordos

O secretário-geral do PCP abordou ontem, em campanha pela região de Setúbal, a possibilidade de firmar uma coligação governativa com o PS depois das eleições, uma autêntica batata quente que preferiu passar para António Costa, um dia depois do frente a frente que os juntou na televisão.

Na Autoeuropa - depois de receber um abaixo-assinado pela célula do PCP na unidade fabril, garantindo o voto de 600 trabalhadores -, Jerónimo de Sousa frisou que "ao longo de 39 anos o PS sempre quis governar sozinho ou colar-se à Direita. Deve ser agora o PS a questionar se quer continuar esse caminho livre ou ter uma opção de identificação da sua sigla com a sua política". "Isto não é rigidez. Nós temos valores e não exigimos que outros partidos aceitem de cruz as nossas propostas, mas também não podem impor à CDU propostas que temos vindo a criticar ao longo de décadas", disse.

De manhã, depois de ouvir os pescadores de Sesimbra queixarem-se das limitações na cota de pesca da sardinha, Jerónimo de Sousa apontou para as divergências fortes entre o PS e a CDU, tais como o amarramento ao euro e a reforma na Segurança Social.

"A proposta do PS em relação à Segurança Social não diverge muito da apresentada pela coligação. O PS quer congelar reformas durante quatro anos dizendo que não causa grande impacto porque a inflação não aumenta muito, mas sabemos dos aumentos dos serviços públicos que causam dificuldades aos idosos", lembrou.

Para Jerónimo, o principal adversário nestas eleições é a política de Direita. "Infelizmente essa política de Direita tem sido realizada muitas vezes pelo PS", lamentou. Recusando a hipótese de que a falta de clarificação à Esquerda possa dar mais votos à Direita, o líder comunista considerou mesmo que por tudo o que tem visto nas ruas "o PSD e o CDS vão sofrer uma pesada derrota" e que a CDU vai ter um aumento de deputados eleitos à Assembleia da República.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG