O Jogo ao Vivo

Covid-19

EMA aprova dose de reforço para maiores de 12 anos

EMA aprova dose de reforço para maiores de 12 anos

A Agência Europeia do Medicamento aprovou a dose de reforço para maiores de 12 anos de idade com a vacina da Pfizer (Comirnaty).

A decisão foi tomada, nesta quinta-feira, pelo Comité de Medicamentos de Uso Humano da Agência Europeia do Medicamento (EMA), tendo sido já enviada à Comissão Europeia, que deverá emitir uma decisão final brevemente. A dose de reforço, refira-se, está a ser administrada, no nosso país, a maiores de 18 anos.

Decisão que, explica a EMA em comunicado, assenta em "dados provisórios de segurança e eficácia num ensaio clínico de dose de reforço em pessoas com 16 ou mais anos", bem como em dados de administração, em Israel, de dose de reforço em jovens. Considerando o Comité que as "evidências disponíveis eram suficientes para concluir que a resposta a uma dose de reforço em adolescentes seria pelo menos igual à de adultos". Garantindo a EMA não terem sido identificadas "novas preocupações de segurança".

A decisão caberá agora aos Estados-membros, sendo que, aquando da aprovação para maiores de 18 anos, em meados de janeiro, a Direção-Geral de Saúde dizia ao JN estar a "acompanhar a evidência científica disponível". Sublinha ainda a EMA, no referido comunicado, que a decisão de administrar uma dose de reforço em adolescentes deverá ter em conta, pelos Estados-membros, "fatores como a disseminação e a gravidade provável da doença (especialmente com a variante ómicron) em pessoas mais jovens, o risco conhecido de efeitos colaterais (miocardite) e a existência de outras medidas de proteção e restrições".

Até à passada segunda-feira tinham sido administradas, em Portugal, 5,872 milhões de doses de reforço, contando-se ainda 83797 crianças entre os 5 e 11 anos de idade com vacinação primária completa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG