O Jogo ao Vivo

Reação

"Emocionado", Marcelo recorda o "humor" e a proximidade de Maria João Abreu aos portugueses

"Emocionado", Marcelo recorda o "humor" e a proximidade de Maria João Abreu aos portugueses

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, já reagiu à morte de Maria João Abreu, apresentando "sentidas condolências" à família da atriz, "que representava para muitos portugueses a familiaridade de quem está connosco porque se parece connosco".

Numa nota de pesar publicada no portal da Presidência, o chefe de Estado realçou "o humor" e a "emoção" desde sempre associados à vida de Maria João Abreu, "que nos deixou precocemente", aos 57 anos.

PUB

Além disso, destacou a "carreira como atriz de revista e como produtora, ao lado de José Raposo, mas sobretudo o intenso currículo em televisão", que a transformaram numa "figura que representava para muitos portugueses a familiaridade de quem está connosco porque se parece connosco".

"À sua família apresento, comovido, as minhas sentidas condolências", concluiu Marcelo Rebelo de Sousa.

Internada desde 30 de abril no Hospital Garcia de Orta, em Almada, após sofrer dois aneurismas, Maria João Abreu não resistiu às sequelas e morreu esta quinta-feira à tarde.

Nascida em Lisboa em 14 de abril de 1964, Maria João Gonçalves Abreu Soares iniciou a carreira profissional no teatro, uma paixão que nunca abandonou, mas a televisão foi o meio que a tornou mais popular, graças a produções como "Médico de família".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG