Exclusivo

Entre Alice e Leonor há uma décima a separá-las

Entre Alice e Leonor há uma décima a separá-las

ICBAS, no Porto, volta este ano a ser a instituição a nível nacional com a melhor média de entrada no curso de Medicina, com 19,9 valores.

A história de Alice, 19 anos, e Leonor, de 17, é comum, dividida apenas por uma décima. As notas que tiveram de acesso à universidade tornaram o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), no Porto, na faculdade com a média mais alta de entrada no curso de Medicina. No ano letivo 2021/2022, Alice carimbou o acesso ao curso dos seus "sonhos" na instituição que foi a sua primeira opção com um redondo 20. O mesmo aconteceu este ano com Leonor, mas com um 19,9.

Henrique Cyrne Carvalho, diretor do ICBAS, não esconde a "grande satisfação e a enorme responsabilidade" pelo feito, e descreve que o resultado alcançado é fruto de "muito trabalho". "É como se estivéssemos a pedalar uma subida, quando a inclinação é maior", descreveu o diretor logo acrescentando: "O primeiro momento de derrota é quando achamos que atingimos a meta".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG