Portugal

Entrega de símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude adiada devido ao Covid-19

Entrega de símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude adiada devido ao Covid-19

Por causa do perigo de contágio do Covid-19, foi adiada a entrega dos símbolos das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) para Portugal. O evento vai realizar-se em 2022 na cidade de Lisboa.

A iniciativa estava prevista para o dia 5 de abril, no Vaticano, onde uma delegação portuguesa ia encontrar-se com os responsáveis pelas JMJ no Panamá, que se realizaram no ano passado, e que em 2022 terão lugar em Lisboa. D. Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa e coordenador-geral para o setor logístico-operativo da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Portugal, anunciou esta sexta-feira que a entrega dos símbolos desta iniciativa da Igreja Católica foi adiada para 22 de novembro.

"A transição de Panamá para Portugal, vai acontecer no fim de semana de 22 de novembro, na solenidade de Cristo-Rei, de maneira que, até lá, a situação internacional de saúde pública possa estar estabilizada", explicou D. Américo Aguiar e está prevista a deslocação a Roma de mais de mil jovens portugueses.

O adiamento, provocado pela epidemia do novo coronavírus, segue-se à decisão do Vaticano de remeter para nova data um encontro do Dicastério para os Leigos, Família e Vida (Santa Sé) com comitivas da Pastoral Juvenil de todo o mundo, numa medida de "precaução", por recomendação das autoridades sanitárias da Itália.

Outras Notícias