Covid-19

Equipa médica militar alemã vai para hospital privado de Lisboa

Equipa médica militar alemã vai para hospital privado de Lisboa

Os profissionais de saúde militares alemães vão para o Hospital da Luz, em Lisboa, confirmou ao JN, o Ministério da Saúde. Os 26 elementos destacados pela Alemanha para ajudar Portugal no combate à covid-19 chegam nesta tarde de quarta-feira.

A decisão de colocar aqueles militares no Hospital da Luz foi tomada terça-feira à noite. Segundo o Expresso, prende-se com o facto de este ter sido o único hospital que conseguia de forma rápida receber os 26 elementos destacados pela Alemanha para ajudar no acompanhamento de doentes internados em unidades de cuidados intensivos.

Fontes da comissão de Acompanhamento da Resposta Nacional em Medicina Intensiva terão sublinhado ao jornal que, de forma imediata e perante a urgência de antecipar o pico de necessidade de camas de cuidados intensivos esperada para a próxima semana, o Hospital da Luz era o único capaz de oferecer camas suficientes para a equipa ficar a trabalhar junta. A iniciativa não foi do grupo privado, mas uma disponibilidade demonstrada pela Alemanha em resposta a um pedido da ministra da Saúde, realçaram.

A ideia é que as camas, apesar de localizadas num hospital privado, fiquem sob a organização do Serviço Nacional de Saúde. O espaço que vão ocupar em concreto será a antiga Unidade de Cuidados Intensivos, que tinha sido desativa na última expansão do Hospital da Luz, refere ainda o Expresso.

Recorde-se que, na semana passada, o Hospital da Luz acolheu uma enfermaria com 18 doentes e respetivos profissionais de saúde do Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra).

Ao que o JN apurou, a colocação dos militares alemães no Hospital da Luz pode ter como base aquele exemplo. Ou seja, abrir camas de cuidados intensivos para receber doentes graves dos hospitais da região de Lisboa e Vale do Tejo, que se encontram sob maior pressão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG