O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Escalada na fatura da energia asfixia instituições sociais

Escalada na fatura da energia asfixia instituições sociais

Algumas organizações já estão a pagar o dobro pela eletricidade e gás. Setor social espera apoios semelhantes aos das empresas. Misericórdias queriam instalar painéis solares para diminuir o consumo mas asseguram que as candidaturas estão quase todas a ser rejeitadas.

O setor social está a braços com faturas de energia entre 20% e 40% superiores às do ano passado. Mas, nos últimos dois meses, os custos estão a atingir o dobro, face ao mesmo período do ano passado. E há instituições, como uma Misericórdia de Vila Real, com aumentos de gás de 485%.

Sem possibilidades de cortar com consumos de equipamentos como lares que funcionam 24 horas por dia, o setor social depositou as suas esperanças na instalação de painéis solares fotovoltaicos. Mas as candidaturas ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) estão quase todas a ser rejeitadas, ou por falta de relatórios ou por demora das autarquias a emitir documentos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG