Exclusivo

Escola recusa novo recurso a professor suspenso por publicar vídeos obscenos

Escola recusa novo recurso a professor suspenso por publicar vídeos obscenos

Docente da Póvoa de Varzim acusado de publicar vídeos obscenos na Internet.

O professor que publica vídeos obscenos no YouTube viu reafirmada a suspensão por 90 dias. Manuel Ribeiro tinha recorrido para o ministro da Educação. O gabinete de Tiago Brandão Rodrigues já tinha dito, ao JN, que a medida preventiva não era passível de recurso. Agora, o docente foi notificado da decisão pela DGEstE (Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares).

Esta é a terceira suspensão de Manuel Ribeiro em quatro anos. Continua a dizer que foram "processos forjados", "movidos por falsos moralistas e ignorantes", "sem qualquer fundamento legal", uma "associação criminosa de malfeitores", que despreza o seu "direito à liberdade de expressão".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG