Exclusivo

Escolas vão poder ajustar currículo ao gosto dos alunos

Escolas vão poder ajustar currículo ao gosto dos alunos

Os agrupamentos de escolas com planos de inovação aprovados, situados em territórios com poucos habitantes, vão poder adotar soluções curriculares ajustadas aos interesses dos alunos do secundário, possibilidade que antes não existia.

A convicção é do presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares, Manuel António Pereira, na sequência da publicação da Portaria nº 306/21, em Diário da República.

"É um sinal positivo que se dá às escolas e às comunidades inseridas em territórios de baixa densidade, no sentido de apresentarem respostas de acordo com o perfil dos alunos e indo ao encontro dos seus anseios", afirma Manuel António Pereira. Contudo, refere que falta o Ministério da Educação (ME) esclarecer qual o número mínimo de alunos por turma, caso pretendam frequentar uma disciplina que não integre os cursos existentes na escola.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG