O Jogo ao Vivo

Lá Fora

Amesterdão admite proibir álcool em barcos

Amesterdão admite proibir álcool em barcos

As autoridades holandesas estão a preparar novas regras para a navegação noturna nos canais de Amesterdão, por forma a garantir sossego dos moradores, sobretudo os que habitam em barcos casa. As medidas estão a provocar forte contestação

As autoridades de Amesterdão, na Holanda, aprovaram recentemente novas regras para a navegação nos canais da cidade, de forma a limitar as multidões e garantir o sossego dos moradores, incluindo aqueles que vivem em casas-barco. O município está ainda a estudar a proibição do consumo de álcool a bordo das embarcações, ao mesmo tempo que limita a lotação destas a 12 pessoas.

As medidas não estão a ser encaradas de forma pacífica e já houve inclusive um bloqueio a um canal perto da residência oficial da presidente da Câmara, Femke Halsema, protagonizado por dezenas de proprietários de barcos individuais.

No âmbito das medidas aprovadas, além da necessidade de obter uma autorização para navegar num barco com mais de 12 pessoas a bordo, o município anunciou que só emitirá 550 licenças desse tipo. Por outro lado, está ainda a ser estudada a possibilidade de proibir a navegação no centro da cidade à noite

Segundo a vereadora Sharon Dijksma, estas disposições são necessárias para impedir embarcações de recreio ilegais. "As novas regras ajudarão a controlar o canal", referiu aos media do país, acrescentando que, nos últimos anos, "os canais ficaram cada vez mais lotados" e as denúncias por navegação ilegal "aumentaram consideravelmente".

Argumentos que não convencem os proprietários de barcos , que têm feito sentir o seu desagrado com as intenções anunciadas pela Autarquia. De acordo com a fundação de embarcações de recreio "Stichting Pleziervaart", as novas regras farão dos canais uma "zona de recreio" para turistas e grandes festas comerciais. "O cidadão comum de Amesterdão em breve não terá lugar no canal", dizem os responsáveis.

A verdade é que a Câmara da capital holandesa tem apostado em restringir o consumo de álcool nas zonas mais movimentadas da cidade, como forma de prevenir conflitos e garantir o descanso dos moradores.

No final do ano passado, foram colocados cartazes escritos em inglês, junto ao Red Light District, onde se lê: "0,0% ZONE. No Alcohol in Public", acompanhado do aviso a quem infringir: 95 euros de multa.