Lá Fora

Ciclovia rápida para bicicletas vai atravessar o centro de Berlim

Ciclovia rápida para bicicletas vai atravessar o centro de Berlim

A cidade de Berlim anunciou a construção de uma ciclovia rápida, que vai ligar as zonas de Honow, a leste, e Spandau, a oeste, passando pelo centro da cidade. O projeto, que traduz uma forte aposta na mobilidade suave, deverá estar totalmente implementado no terreno até 2030.

Nos últimos anos a capital alemã tem-se distinguido pelo incentivo à mobilidade suave, de forma a baixar as emissões poluentes e são os próprios cidadãos a apoiarem as políticas públicas nesse sentido. Há mesmo um coletivo que defende o projeto de fechar totalmente o centro da cidade a automóveis, reservando as ruas e avenidas a peões, bicicletas e trotinetas.

Mas enquanto esta visão mais radical não é implementada, a construção da nova ciclovia rápida vem de encontro a essa vontade de mudança na forma de planear a mobilidade em meio urbano. O custo do projeto rondará os 58 milhões de euros.

Um dos objetivos é poder percorrer essa rota de forma quase tão rápida de bicicleta quanto de carro. Duas horas e meia é o tempo estimado para a viagem de 38 quilómetros entre os dois extremos em duas rodas. Além desta via, Berlim espera ter um total de 100 quilómetros de ciclovias de alta velocidade até 2030.

A verdade é que esta via leste-oeste, cujo arranque da construção está previsto para 2024, vai mexer no trânsito do centro da cidade e introduzir alterações profundas. Por exemplo, o número de faixas de rodagem entre a estação Tiergarten e a Porta de Brandenburgo terá de ser reduzido de seis para quatro. Também alguns lugares de estacionamento serão eliminados.

Segundo um comunicado da Câmara de Berlim, a estimativa é que 6700 automobilistas sejam persuadidos a trocar o transporte individual por bicicletas diariamente, permitindo assim economizar 1000 toneladas de dióxido de carbono por ano.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG