Exclusivo

Cidades criam planos para gerir a água

Cidades criam planos para gerir a água

Aproveitar soluções de base natural, recorrer às novas tecnologias, incentivar mudanças de comportamentos e procurar novas fontes. Afinal, a gestão eficiente da água está no centro das preocupações de muitas cidades, que há anos procuram implementar mudanças. Da troca de relvados, aos sistemas de rega inteligentes, há um manancial de opções a explorar.

Dos contactos feitos pelo JN Urbano, sobressaem ações como a troca de relvados por prados de sequeiro (dispensam rega), instalação de sistemas inteligentes de rega que têm em conta as condições climatéricas, plantação de árvores pouco exigentes em termos hídricos e aproveitamento da água das chuvas.

Em Guimarães, que lidera a rede de Cidades "CApt2 - Circularidade da Água por Todos e Para Todos", a opção por prados de sequeiro já atinge 100 hectares em diversos parques (80 em resultado de substituições desde 2017 e 20 em novos espaços). No Parque da Cidade, esta substituição gradual permitiu, entre 2019 e 2021, "uma poupança de água de cerca de 70%", especifica Carlos Ribeiro, diretor do Laboratório da Paisagem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG