Exclusivo

Cidades mais verdes e mais próximas para serem mais saudáveis

Cidades mais verdes e mais próximas para serem mais saudáveis

Urbanistas defendem medidas que reduzam a poluição, incentivem a mobilidade sustentável e aumentem os pontos verdes nas cidades. Arquitetos dizem que, além das intervenções no espaço público, há que atuar ao nível da qualidade das habitações

O urbanismo joga um papel fundamental quando se trata de tornar as cidades mais saudáveis, apontando medidas que contribuam para reduzir a poluição e fomentar um estilo de vida ativo. E, assim, tornar também os cidadãos mais saudáveis.

Rui Florentino, docente da Universidade Portucalense, entidade que, há dias, promoveu a 1.a edição do Porto Meeting on Urban Design & Healthy Cities, defende que o urbanismo pode atuar sobretudo a três níveis: nos espaços públicos exteriores, na organização das diferentes atividades e na mobilidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG