O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Deixam as grandes cidades para viver em meios pequenos 

Deixam as grandes cidades para viver em meios pequenos 

É a tendência que mais tem surpreendido o mercado. São cada vez mais os que trocam Lisboa e Porto por locais de menor densidade populacional, onde as compras e alugueres de imóveis têm vindo a crescer. Teletrabalho, fácil acesso à internet e melhor qualidade de vida explicam as opções

Há cada vez mais portugueses a fugir das áreas metropolitanas de Lisboa e do Porto e a comprar ou alugar casa em zonas do país menos povoadas para aí habitarem a título definitivo. O JN Urbano ouviu várias empresas que operam no setor imobiliário, que confirmaram a explosão desta tendência de mercado.

As mudanças começaram a fazer-se sentir logo desde o início da pandemia, em março de 2020. E não há sinais de abrandamento no horizonte, tudo indicando que nos próximos meses a procura por soluções de habitação longe da confusão das grandes cidades vá continuar a crescer a um ritmo considerável e surpreendente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG