Exclusivo

É a brincar que na antiga fábrica se ensinam os novos "cientistas"

É a brincar que na antiga fábrica se ensinam os novos "cientistas"

A antiga Companhia Aveirense de Moagens encerra um mundo de ciência que ensina a fazer robôs, conta o que são anelídeos e outros invertebrados, permite perceber como se formam tsunamis, assistir a palestras de astronomia e até mostram como a química alimentar está presente quando se fazem bolachinhas de chocolate, entre muitas outras atividades.

"Queremos desmistificar e tirar o medo da ciência, muitas crianças acham que é difícil e complicado, mas é divertido", explica Fábio Ferreira, monitor que coordena o ateliê que aos fins de semana ensina a fazer robôs com legos e a programá-los. No dia da visita do JN Urbano, era uma tartaruga com sensores de infravermelhos, que partia em busca de "comida", para assinalar o nascimento de Darwin.

Matilde, 9 anos, pediu logo ao pai, Bruno Cabral, para ir, mal soube da atividade. "Foi fácil e tive a ajuda do pai. Gosto de vir à fábrica", conta. Alice, 8 anos, só tinha olhos para o robô. "Não quer saber de mais nada", diz o progenitor, Filipe Saraiva, a rir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG