Companhia Ilimitada

Produção de vídeos virais promovida via YouTube

Marco Neiva no centro produtivo da HyperCube, recentemente inaugurado em Vila Nova de Gaia

Foto Ivan Del Val / Global Imagens

De um projeto de final de curso na área do audiovisual, Marco Neiva criou a HyperCube, hoje dedicada à produção de conteúdos para plataformas online. A imensidão do mercado nesta área, ainda recente em muitas zonas do país, fê-lo readaptar o objeto da empresa e a forma de divulgar os seus conteúdos.

A principal inovação está na forma como Marco Neiva divulga o que a HyperCube consegue fazer. Através de um canal do YouTube em nome próprio, Marco demonstra as capacidades ao nível da estratégia de vídeo online: "A ideia é fazer crescer o meu canal, apresentando-me como alguém especialista em vídeo online e vídeo marketing, e para isso utilizar o meu próprio canal para demonstrar que a estratégia funciona".

Mais do que o conteúdo dos vídeos que publica enquanto youtuber, Marco utiliza a plataforma para exibir várias formas destes se fazerem, de modo a captar clientes para a HyperCube. "É um processo bastante comum a nível internacional que em Portugal não está muito explorado", revela.

Com quase 2000 seguidores, é uma estratégia que demora tempo a implementar, mas que já está a dar resultados na carteira de clientes da empresa de Guimarães que, recentemente, abriu o centro produtivo em Vila Nova de Gaia. Mas nem tudo foram rosas e o objeto inicial teve de ser ajustado às necessidades do mercado.

A HyperCube foi criada em 2010. Inicialmente, o objetivo era a produção de vídeos estereoscópicos 3D. Ou seja, vídeos para serem vistos com óculos com efeito de profundidade e imersivo. Mas o mercado não aceitou bem este tipo de conteúdo e a HyperCube teve de se adaptar, recorda Marco: "Uma vez que eu tinha conhecimentos profundos de produção audiovisual, detetei que o vídeo online seria a próxima tendência e assim começamos a prestar serviços nessa área".

Na perspetiva de Marco Neiva, o negócio sem barreiras da Internet está apenas a dar os primeiros passos e o momento atual é apenas o ponto de partida para uma realidade prenunciada pelo empreendedor americano Gary Vaynerchuk, de que "todas empresas se vão transformar empresas de média".

A nova fase da empresa ganhou forma em 2014 com um projeto que teve mediatismo imediato: o envio de um galo de Barcelos para o espaço. O vídeo tornou-se viral e uma coisa aparentemente simples deu-lhe a notoriedade que precisava para angariar clientes.

Atualmente, a HyperCube dedica-se à produção de vídeos virais, de valor acrescentado ou com recurso à utilização de influenciadores digitais.