Nos olhos de

Braga vista por um distribuidor de pizzas

Braga vista por um distribuidor de pizzas

Aos 30 anos, David Sousa é sócio da pizaria Big Bob"s, de Braga, e distribuidor de pizza na mesma empresa há quatro anos. Apesar de não estar há muito tempo no ramo, a circunstância de trabalhar numa cidade como Braga, com grande dimensão, faz com que já conheça como poucos as idiossincrasias da profissão.

Chegar rápido e com segurança. É o lema de David Sousa, distribuidor de pizzas na Big Bob"s, marca que leva a pizza, de mota, às casas do centro de Braga. Talvez por isso considere que um dos pontos a melhorar na cidade dos Arcebispos é "a qualidade das infraestruturas rodoviárias". Para um distribuidor de pizza que anda de mota, o objetivo é fazer com que o cliente não espere muito, mas é preciso lá chegar em segurança e com a mercadoria intacta. Por isso, passar por uma estrada com buracos ou ter de fazer um desvio porque o túnel de acesso rápido inundou é inconveniente.

A residir há 10 anos em Braga, David Sousa tem, ainda assim, mais elogios do que críticas. "A segurança é um dos pontos mais positivos, sobretudo comparando com o Brasil", reflete o jovem natural do Paraná. Outro aspeto positivo é "o crescimento do turismo" e o "aumento do fluxo de pessoas"

na cidade. "Há mais vida", garante, acrescentando que e a tendência é de crescimento com a inauguração do Fórum Braga, o maior pavilhão multiusos do Norte, que abriu portas no mês passado. A pizaria Big Bob"s fica numa das ruas de acesso ao Fórum e "já se nota mais movimento nos dias de grandes eventos", assegura. Ainda assim, a área de distribuição de David é mais abrangente: percorre um raio de oito quilómetros. Em cada mota leva até três pizzas e percorre uma média de um quilómetro por minuto na cidade. Anda à chuva e ao sol, com calor ou frio, mas é o vento que respeita mais. "Faz balançar a mota e temos de ter mais cuidado", confessa.

ver mais vídeos