Lá Fora

Venezuelano retrata lojas históricas de Liverpool

Venezuelano retrata lojas históricas de Liverpool

António Franco corre contra o tempo para fotografar e publicar no Instagram as imagens das fachadas ameaçadas pela gentrificação na cidade de Liverpool, onde chegou em 2014. Da população ouve incentivos e mensagens carregadas de nostalgia.

Uum cidadão venezuelano que emigrou para Inglaterra em 2014 encetou um projeto de documentação de fachadas de lojas históricas de Liverpool, de forma a preservar a memória de locais emblemáticos, antes que sejam "engolidos" pela gentrificação, que por ali, tal como em muitos outros centros urbanos mundiais, vai despejando velhos habitantes e fechando lojas comerciais.

"Quando cheguei, comecei a explorar a cidade, vagueando pelas ruas com a minha máquina. Na altura, não tinha um plano para um projeto, era tudo muito espontâneo", explica António Franco ao JN Urbano, que começou a trabalhar em fotografia em 2006 no seu país de origem.

Depois, o projeto foi crescendo e Franco tem agora um objetivo bem definido. "Quero continuar a fotografar estes locais e reunir material suficiente para publicar um livro", adianta.

Até agora, já fotografou mais de 200 fachadas, de simples lojas a restaurantes e pubs na cidade dos Beatles. Entre as imagens destacadas , destaca-se o Baluster em Wavertree, um edifício classificado como Grau II com uma fachada verde-escura situada numa fileira de lojas que remontam à era da Geórgia. "Este é um dos exemplos do que realmente gostei. É o último exemplo sobrevivente de Liverpool de uma frente de loja com janelas curvadas", diz António Franco, citado pelo "The Guardian".

Ao JN Urbano, refere que, com o passar do tempo, foi ganhando cada vez mais apoio da população. "Sinto que isto produz uma resposta emocional em muitas pessoas e traz de volta memórias", descreve, acrescentando que, por vezes, as pessoas o abordam e dizem coisas como "foi o meu pai que pintou o cartaz à mão" ou "o tio da minha mãe era o dono daquele bar".

Por outro lado, destaca que recebe muitas mensagens de gente originária de Liverpool, mas que se encontra espalhada pelo Mundo. "Há um grande sentimento de nostalgia", diz.

Até agora, António Franco tem postado a maioria dos trabalhos na sua conta de Instagram, @liverpoolshopfronts. Mas conta que também oferece impressões de fotos em edição limitada.