Premium

Já há cidades em Portugal onde o euro não é moeda única

Já há cidades em Portugal onde o euro não é moeda única

O lixo, o sustento, o mor. Há municípios em Portugal que adotaram unidades locais. A ideia vai ganhando escala e poderá alargar-se a outras geografias. Para fomentar boas práticas ambientais, ajudar as comunidades e dinamizar o pequeno comércio.

Parece uma nota de Monopólio, mas vale dinheiro real e foi um sucesso na freguesia lisboeta de Campolide. Lançada em 2016, a lixo, assim se chama esta moeda local, colheu de tal forma frutos e popularidade que acabou replicada em Barcelona (Espanha) e tem sido apresentada como exemplo em várias conferências internacionais.

"A lixo foi um incentivo financeiro para que as pessoas optassem por boas práticas ambientais. De início, admito, a medida foi olhada um pouco de lado, mas rapidamente teve uma grande adesão, desde a população mais jovem às gerações mais velhas", descreve André Couto, presidente da Junta de Freguesia de Campolide.