Premium

Moradores do Mindelo juntam-se para cuidar das ruas

Moradores do Mindelo juntam-se para cuidar das ruas

Contra o glifosato, limpar, limpar. Em Mindelo, Vila do Conde, a Junta de Freguesia desafiou a população a "adotar" a sua rua e assegurar o corte manual das ervas daninhas. Evita-se, assim, o recurso ao herbicida.

"É um projeto dois em um: ajudamos o ambiente e reforçamos o espírito de comunidade. E, se cada um fizer um bocadinho, é num instante", atira, entusiasmada, Sofia. Ela e a irmã, Inês, "adotaram" a Rua Professor Guimarães. Palmira, uma das vizinhas, já se juntou aos Silva. E, ali, no coração de Mindelo, em Vila do Conde, já se trabalha a todo o vapor. As mãos substituem o glifosato. A saúde e o ambiente agradecem.

Para evitar a utilização do herbicida, a Junta de Freguesia lançou o projeto "Adote uma rua". Se cada um ajudar a limpar a sua, é possível não recorrer aos químicos que, de outra forma, se tornavam inevitáveis no combate às ervas daninhas. "O glifosato é, sem dúvida, o mais rápido e o mais económico. Para nós, Junta, que temos uma área grande e apenas três cantoneiros, é a única forma de manter as ruas limpas. Mas, se todos ajudarem, a parte que nos cabe é menor e já conseguimos limpar de forma manual e sem recurso a químicos", explicou, ao JN, o presidente da Junta, Cláudio Matos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG