Exclusivo

Novas tecnologias ajudam a reduzir a sinistralidade rodoviária nas cidades

Novas tecnologias ajudam a reduzir a sinistralidade rodoviária nas cidades

Dos pavimentos que forçam os automóveis a abrandar a velocidade sem intervenção dos condutores, aos sensores que indicam obstáculos e plataformas que preveem a possibilidade de acidentes, são várias as formas de aproveitar as ferramentas digitais.

Um pavimento que retira energias aos carros, obrigando-os a abrandar. Aplicações que analisam dados e identificam pontos negros e a probabilidade de ocorrência de acidentes. Sensores que recolhem informações de viaturas e estruturas rodoviárias para reduzir o risco de quem anda nas estradas. Estes são alguns exemplos de como as tecnologias estão a ajudar as cidades a combater a sinistralidade rodoviária e a melhorar a mobilidade.

Em Matosinhos, junto a uma passadeira, já foi ensaiado um pavimento inovador que "retira energia aos veículos, reduzindo-lhes a velocidade de forma automática", conta Francisco Duarte, da startup Pavnext, que desenvolveu esta tecnologia, explicando que quem vai ao volante não tem de travar, pois o veículo abranda "quer o condutor queira ou não". Os carros ligeiros reduzem para 30 quilómetros/hora e os camiões sentem uma redução similar. O sistema ainda não está a funcionar para veículos de duas rodas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG