Exclusivo

Pandemia puxa pelo turismo nas cidades do interior

Pandemia puxa pelo turismo nas cidades do interior

Medo do novo coronavírus está a desviar habituais frequentadores de praias do litoral para zonas menos povoadas. Procuram sossego, segurança, cultura e gastronomia. Alojamento com ocupação próxima de 80%. Responsáveis de unidades hoteleiras e câmaras municipais estão surpreendidos.

Na oficina do latoeiro ao lado da Capela Nova, em Vila Real, duas turistas portuguesas procuram saber tudo sobre a arte. Deixaram à porta duas bicicletas encostadas à parede. As amigas Manuela Bártolo e Luísa Jorge saíram de Leiria e da Batalha, respetivamente, e estão em viagem pelas cidades atravessadas pela Estrada Nacional 2 (EN2), entre a Sertã e Chaves. Não fosse a pandemia de covid-19 e estariam "numa praia do Algarve". Fugiram à confusão e, aos 58 anos, preferiram percorrer o interior para conhecer "costumes, tradições e gastronomia".

As amigas são duas dos muitos milhares de portugueses que este ano trocaram praias e cidades do litoral por locais menos povoados para passar férias. O interior Norte e o Minho mais afastado do mar estão a registar ocupações hoteleiras entre 75% e 80%, de acordo com as contas da Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG