Premium

Passe Família de Lisboa muito aquém das expectativas

Passe Família de Lisboa muito aquém das expectativas

O novo título trouxe mais qualidade de vida, mas também carruagens sobrelotadas e filas para o carregamento. O número de pessoas a aderir ficou bem longe do esperado. A Área Metropolitana de Lisboa previa uma adesão de "15 a 18 mil famílias", mas só há 7700 a usufruírem deste desconto.

Mais liberdade, menos preocupações e grande poupança ao final do mês. É isto que vem à cabeça de Sandra Henriques e de Cristina Proença quando tentam resumir o que o Navegante Família - passe que permite a todos os elementos de um agregado o acesso a todos os transportes públicos da Grande Lisboa, por 60 ou 80 euros - trouxe às suas casas. Mas nem tudo é um "mar de rosas". Há mais pessoas nos transportes, já antes sobrelotados, e só é possível carregar o novo título num posto de atendimento. A adesão também ficou aquém das expectativas. "O número de famílias que esperávamos, 15 a 18 mil, ainda não foi atingido", esclarece o primeiro-secretário da Área Metropolitana de Lisboa (AML), Carlos Humberto.

O responsável reconhece os atrasos e a falta de composições como as principais queixas. "E com razão", sublinha. "Precisamos de aumentar a oferta de transporte público", admite. Para concretizar esse objetivo, lembra que a AML lançou, no mês passado, um concurso para ampliar a oferta de autocarros nos 18 municípios.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG