Exclusivo

Estado comprou 33% da SIRESP, mas mantém gestores do BPN como representantes há meses

Estado comprou 33% da SIRESP, mas mantém gestores do BPN como representantes há meses

Há nove meses que o Governo tem por nomear os dois administradores a que tem direito na SIRESP, SA, depois de ter conseguido entrar no capital social da gestora do sistema das redes de emergência e segurança. O Ministério das Finanças e o da Administração Interna mantêm como representantes do Estado no conselho de administração os gestores da Galilei, ex-Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e dona do BPN.

A aquisição, em agosto de 2018, dos 33% da Galilei previa ainda que o Estado ocupasse a presidência rotativa do consórcio. Mas também aí o Governo ainda nem sequer mostrou vontade de mudar as coisas.

O JN questionou as Finanças e a Administração Interna sobre a demora na entrada de administradores indicados pelo Estado. Até ao fecho desta edição, não houve qualquer resposta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG