DGS

Estruturas de apoio no combate à covid-19 isentas de taxas

Estruturas de apoio no combate à covid-19 isentas de taxas

Os pavilhões e outras estruturas criadas e adaptadas para acolher pessoas sem condições para cumprir o isolamento em casa, durante a pandemia, vão ficar isentas do pagamento de taxas até ao final de 2021.

A garantia foi dada na conferência de imprensa desta sexta-feira pelo secretário de Estado da Saúde, considerando que o esforço coletivo de "diversos agentes sociais" deve "ser enaltecido e incentivado". António Sales deu ainda conta de que Portugal recebeu, esta semana, 44 ventiladores, dos quais 20 se destinam ao Centro Hospitalar Universitário do Algarve, sendo os restantes distribuídos por "diferentes unidades do SNS".

Novos casos estabilizaram

Desenhando um retrato global da situação epidemiológica no país, a diretora-geral da Saúde assegurou que o número de novos casos diários (200 a 300) estabilizou, embora exista "um surto grande e dois pequenos" na Azambuja. "No resto do pais, há uma transmissão que já foi mais intensa", apontou Graça Freitas, detalhando que a maioria dos casos continua a encontrar-se na região de Lisboa e Vale do Tejo. Ainda assim, "a gravidade não tem sido maior do que no passado" por ser uma região com "pessoas mais novas e saudáveis".

Surto no Hospital Santa Maria circunscrito

Questionada sobre a evolução do surto de covid-19 no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, Graça Freitas garantiu que o contágio, que afetou 11 profissionais e três doentes, foi "circunscrito" e que a enfermaria onde os casos foram confirmados vai reabrir na terça-feira, depois de "sofrer uma descontaminação". Os restantes setores do hospital estão a funcionar normalmente.

Denúncia da Ordem dos Enfermeiros vai ser avaliada

Confrontado com a denúncia feita pela Ordem dos Enfermeiros de que há profissionais infetados a sofrer cortes nas remunerações, divulgada na quinta-feira nas redes sociais, António Sales disse que Ministério da Saúde não tem conhecimento mas que a situação vai ser avaliada e analisada.

Quanto ao esperado regresso de emigrantes a Portugal, o responsável disse estar confiante de que este será "feito em segurança", tendo em conta "a consciência cívica e social do nosso povo".

Outras Notícias