Exclusivo

Ex-presidentes "têm-se portado bem" e país deve ouvi-los, dizem politólogos

Ex-presidentes "têm-se portado bem" e país deve ouvi-los, dizem politólogos

Os antigos presidentes da República "têm-se portado muito bem" após deixarem o cargo e as intervenções recentes de Cavaco Silva não fugiram a essa regra.

É esta a opinião dos politólogos ouvidos pelo JN, a propósito do artigo e da entrevista em que Cavaco criticou o Governo e lançou "uma bomba atómica" sobre o líder cessante do PSD. José Adelino Maltez e José Fontes consideram que o país deve valorizar a "experiência" dos ex-chefes de Estado, embora lembrando que Cavaco, Jorge Sampaio, Mário Soares e Ramalho Eanes assumiram perfis "completamente diferentes", após cessarem funções.

"Cavaco Silva mostrou que não é um cadáver adiado", afirma Adelino Maltez, considerando natural que as intervenções do antigo presidente tenham "incomodado muita gente". "É o senador do regime que mais cargos ocupou", lembra.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG