O Jogo ao Vivo

Ensino Secundário

Exame de Economia não trouxe muitas dificuldades aos alunos

Exame de Economia não trouxe muitas dificuldades aos alunos

Os estudantes que, esta sexta-feira de manhã, realizaram o exame nacional de Economia consideraram que a prova "foi fácil" e com perguntas de escolha múltipla "diretas".

"Ao contrário do exame de História A, que tinha escolhas múltiplas confusas, a prova de Economia tinha perguntas diretas. Foi mais fácil do que o 2019", considerou André Martins, da Escola Secundária Carlos Amarante, em Braga, onde cerca de 60 alunos se submeteram ao exame de Economia.

Maria Marques, também, considerou a prova "fácil", à exceção da última questão sobre o saldo orçamental. "É a minha única queixa. Não estava a conseguir fazer os cálculos", admitiu a estudante, ainda sem certezas quanto ao curso do Ensino Superior que quer seguir.

À saída da escola, os alunos trocavam impressões com a professora Maria do Céu Teixeira, que considerou o exame "equilibrado". "Concordei com a linha do exame. Tinha um grau de dificuldade justo, não caíram em extremos", referiu a docente, ao JN, confidenciando que, a maioria dos jovens, aproveitou o tempo suplementar de 30 minutos para terminar a prova.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG