Sondagem

Falta de confiança em velhos e novos atores

Falta de confiança em velhos e novos atores

Não há um único entre oito candidatos às eleições legislativas de outubro que possa gabar-se de ter conseguido conquistar a confiança dos portugueses.

António Costa, do PS, é o que consegue o melhor resultado, mas ainda assim marca 24 pontos negativos. André Ventura, da recém-formada coligação Basta!, está no fundo da tabela, com 84 pontos negativos.

No caso do líder do PS, são os eleitores mais velhos que mais confiam, mas é só entre os socialistas que o saldo é positivo, quando se calcula a diferença entre as avaliações positivas e as negativas, ignorando as neutras (32 pontos).

O líder do Basta! tem escassos níveis de confiança em todas as categorias, tal como André Silva, do PAN (saldo negativo de 73 pontos) e Santana Lopes, do novo Aliança, também com 73 pontos negativos, mas que fica um pouco menos mal entre os eleitores da Direita, o seu berço político (56 pontos negativos).

Catarina em segundo

O grau de confiança em Rui Rio não se compara ao do seu ex-companheiro de partido, e também é melhor do que Assunção Cristas, mas fica bem abaixo de Costa (44 pontos negativos).

O líder do PSD destaca-se negativamente entre as mulheres (51 negativos), melhorando na avaliação do eleitorado mais à Direita (e mesmo assim com 17 pontos negativos entre os apoiantes de PSD e CDS). Assunção faz pior no geral (menos 58) e à Direita (menos 24) e destaca-se negativamente no Grande Porto (64 pontos negativos).

Catarina Martins consegue um honroso segundo lugar, mas ganha por apenas um ponto a Rio (e tem 43 de saldo negativo). As mulheres dão-lhe um pouco mais o benefício da dúvida (33 negativos), mas é só a jogar em casa que a líder do Bloco sente o conforto do público (55 pontos de saldo positivo). O mesmo se passa com Jerónimo de Sousa, ainda que os eleitores da CDU sejam mais exigentes, até com o seu líder (25 pontos de saldo positivo).