Exclusivo

Falta de professores, caos no SNS e incêndios agitam debate da nação

Falta de professores, caos no SNS e incêndios agitam debate da nação

Oposição vai confrontar primeiro-ministro com falhas nos serviços públicos e na prevenção de fogos. Socialistas argumentam com previsões de crescimento e reformas em curso.

A falta de professores às portas do novo ano letivo, os incêndios a fustigar o país, a escassez de profissionais no Serviço Nacional de Saúde (SNS) a agravar-se e o caos nos aeroportos prometem marcar, esta quarta-feira, o debate sobre o estado da nação, no Parlamento, sendo destacados ao JN pela Oposição. Já o PS aponta as reformas da descentralização, da dedicação plena no SNS, a recuperação das aprendizagens, a Agenda do Trabalho Digno e a reforma das ordens profissionais.

Pelo PSD, Joaquim Miranda Sarmento refere "o colapso dos serviços públicos, do SNS à falta de professores, passando pelo caos nos aeroportos, a incapacidade na prevenção e combate aos incêndios". "Até para tirar o cartão do cidadão, os portugueses sofrem um calvário", criticou. Outro ponto negativo é o aumento do custo de vida: dispara a inflação e a perda de rendimentos afeta sobretudo pensionistas e famílias de baixos rendimentos, com "falta de resposta social do Governo", denuncia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG