Exclusivo

Famílias carenciadas serão seguidas por núcleos locais

Famílias carenciadas serão seguidas por núcleos locais

Agregados abrangidos pela prestação da Garantia da Infância vão ter "intervenção personalizada". Objetivo é assegurar "serviços essenciais".

O Plano de Ação da Garantia para a Infância prevê a criação de núcleos locais, em articulação com os municípios, de forma a permitir o acompanhamento das crianças, dos jovens e das respetivas famílias em situação de pobreza ou de exclusão social. Segundo a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, os menores beneficiários da nova prestação social Garantia para a Infância, que começou a ser paga este mês a 150 mil crianças e jovens com menos de 18 anos, serão acompanhados no âmbito da ação daqueles núcleos.

"Vamos garantir, pela primeira vez, que o pagamento de uma prestação social é acompanhado de uma intervenção personalizada em torno das famílias que têm crianças abrangidas pela Garantia para a Infância, ou seja, assegurar que não seja só uma prestação pecuniária, mas que haja a capacidade de monitorizar e de intervir junto destas crianças para garantir que os serviços essenciais básicos são proporcionados realmente", detalhou a governante ao JN.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG