Covid-19

Farmácias ainda sem autotestes para vender

Farmácias ainda sem autotestes para vender

As farmácias ainda não receberam autotestes de antigénio à covid-19, apesar de já estarem à venda nas parafarmácias dos superes e híperes. A Roche diz que começou a distribui-los mediante a data das encomendas.

Hoje (quinta-feira) de manhã, à porta de algumas parafarmácias, havia filas para comprar o autoteste de antigénio da Roche, o único para já autorizado pelo Infarmed. Mas as farmácias ainda não tinham sido abastecidas. Ao JN, fonte oficial da Roche disse que "os testes já se encontram disponíveis em algumas farmácias, mas a Associação Nacional das Farmácias nega: "As farmácias ainda não receberam testes", disse fonte oficial da associação representativa das farmácias.

Os espaços de venda de medicamentos sem receita médica, em súper e hipermercados, já estão a vender estes testes desde o início desta manhã, depois de a distribuição pelo território continental ter começado ontem, quarta-feira. O JN perguntou à Roche por que razão os híperes foram abastecidos, mas não as farmácias.

"A Roche iniciou a distribuição de testes de acordo com os pedidos de encomenda recebidos à data, não tendo sido feita qualquer diferenciação sobre o ponto de venda no qual os testes estão acessíveis à população", justificou fonte oficial. Ou seja, as farmácias terão feito as encomendas mais tarde do que os superes e híperes.

Falta agora saber quando é que a generalidade das farmácias terá estes testes nas suas prateleiras, para venda. A ANF tem a expectativa de os vir a receber "em breve" e a Roche não avançou com uma data concreta. Disse apenas que a distribuição "está a acontecer de forma contínua" e que "hoje [quinta-feira] foi efetuado um novo envio para o armazenista responsável pela distribuição dos testes nestes pontos de venda".

Numa ronda por várias farmácias, o JN não encontrou ainda auto testes à venda, apesar da procura dos clientes. A Farmácia J. Ribeiro, na Estrada da Luz, conta recebê-los para a semana, mas há quem ainda não tenha recebido qualquer informação. Numa ronda por nove farmácias do Porto, nenhuma tinha os autotestes à venda, esperando recebê-los para a semana.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG