Exclusivo

Farmácias dispostas a testar alunos nas escolas

Farmácias dispostas a testar alunos nas escolas

Ministro sugere que agrupamentos façam parcerias e usufruam dos testes gratuitos mensalmente. Diretores aceitam sugestão.

As farmácias estão disponíveis para aceitar o repto lançado na segunda-feira pelo ministro da Educação para que assegurem a testagem dos alunos nas escolas através de parcerias. Ema Paulino, presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF), garante que a medida é "perfeitamente exequível" e que já se faz na Madeira há meses. Os presidentes das duas associações de diretores aceitam a sugestão, desde que sejam as farmácias a deslocar-se às escolas, como os laboratórios fizeram em setembro quando os alunos do 3.º ciclo e Secundário foram testados juntamente com os professores e funcionários.

Tiago Brandão Rodrigues considera que famílias e escolas devem saber tirar partido dos quatro testes por mês que o Governo disponibiliza gratuitamente a todos os cidadãos. "Se utilizarem, por exemplo, mensalmente essa força de testagem, ainda deixam para as famílias a possibilidade de os alunos usarem três testes. Faço um apelo a que as direções das escolas assumam a sua responsabilidade, como muitas autarquias têm feito, e possam fazer a testagem ou então sensibilizarem os alunos para ir às farmácias", defendeu o ministro, ao JN, no Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG