Pandemia

Farmácias fizeram mais de 100 mil testes rápidos na sexta-feira

Farmácias fizeram mais de 100 mil testes rápidos na sexta-feira

Infarmed está, esta segunda-feira, reunido com farmácias, laboratórios e distribuição para analisar reforço da testagem no país.

As farmácias comunitárias ultrapassaram, na passada sexta-feira, a barreira dos 100 mil testes rápidos de antigénio. Sendo que, deste total, 61% foram realizados ao abrigo do protocolo com o Serviço Nacional de Saúde (SNS), a custo zero para o utente, apurou o JN junto de fonte oficial da Associação Nacional de Farmácias (ANF). Assim, naquele dia, as farmácias realizaram um máximo histórico de 100195 testes, valor que compara com os 73756 testes realizados na sexta-feira anterior, dia 10 de dezembro.

Atualmente, são 963 as farmácias a realizarem aqueles testes com comparticipação a 100%, num total de quatro por mês. Acrescem, refere a mesma fonte da ANF, cerca de 200 farmácias protocoladas com municípios e Regiões Autónomas. Entre os dias 5 e 19 de dezembro, a ANF contabiliza um total de 755485 testes rápidos de antigénio, 59% dos quais via protocolo com o SNS, 26% via parceiras com municípios e 16% a título particular,

Nesta manhã, está a decorrer uma reunião entre o Infarmed e representantes das farmácias, laboratórios e distribuição farmacêutica para "analisar o reforço da testagem", confirmou ao JN fonte oficial da Autoridade Nacional do Medicamento. Reunião que se prolongará durante a tarde.

Em causa, o facto de muitas farmácias terem esgotado já as marcações para as vésperas de Natal e de Ano Novo. Bem como as dificuldades em adquirir autotestes no mercado.

Do lado das farmácias, a ANF admite ser possível alargar a base até às cerca de 1400 farmácias.

Refira-se que são ainda 439 os laboratórios e postos de colheita a realizarem testes rápidos de antigénio sem custos para o utente. A ministra da Saúde admitiu aumentar, já nesta semana, o número de testes à covid-19 gratuitos por utente, atualmente no limite de quatro, mas desconhece-se ainda para que ordem de grandeza e a partir de quando.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG