SNS

Farmácias já venderam mais de 610 mil vacinas contra a gripe

Farmácias já venderam mais de 610 mil vacinas contra a gripe

Crescimento de 141% face ao ano passado. Sobram cerca de 90 mil. Contingente do SNS de 200 mil vacinas disponível a partir de amanhã.

Em apenas 18 dias as farmácias já venderam mais de 610 mil vacinas contra a gripe, 87% do total do contingente privado, sobrando cerca de 90 mil. A maioria, "aproximadamente 65%", foram administradas nas farmácias, avança ao JN a Associação Nacional das Farmácias (ANF). A partir de amanhã começam a ser dispensadas as inoculações do contingente do Serviço Nacional de Saúde (SNS).

De acordo com a ANF, "até ao dia 11 de novembro foram dispensadas 610.099 vacinas", num crescimento superior a 141% face a período homólogo de 2020. A campanha, recorde-se, arrancou a 25 de outubro. Daquele total, 65% foram administradas nas farmácias, entrando na contagem da Direção-Geral da Saúde. Refira-se que as farmácias asseguraram 700 mil vacinas contra a gripe para venda ao público, mediante prescrição médica e com comparticipação a 37%.

Naquela que é a maior encomenda dos últimos sete anos, num crescimento de 40% face à do ano passado. Contingente este que se junta ao do SNS, num ano em que o Estado comprou 2,24 milhões de vacinas contra a gripe, mais 7% face a 2020, o maior número de sempre.

200 mil vacinas do SNS

Entretanto, a partir de amanhã estará disponível, nas farmácias aderentes, o contingente do SNS, num total de 200 mil doses, ao abrigo do Programa Vacinação SNS Local 2021/2022. Neste ano, são elegíveis pela gratuitidade os menores de 65 anos com determinadas patologias consideradas de risco, como sejam doença cardiovascular, insuficiência renal, trissomia 21 ou imunodepressão. Nestes casos, carecem de declaração médica, a emitir eletronicamente.

Relativamente à imunização das crianças, conforme a Direção-Geral da Saúde havia explicado ao JN, sendo elegíveis poderão ser vacinadas "nos centros de saúde ou centros de vacinação, mas também nas farmácias, mediante prescrição médica". Precisando que, nas farmácias, "a vacina pode ser administrada a partir dos seis meses" de idade. Entre os critérios de elegibilidade para gratuitidade, estão as patologias, entre outras, anteriormente identificadas. Quando se trate de primeira vacinação contra a gripe sazonal, as crianças até aos oito anos (inclusive) devem, à luz das orientações em vigor, fazer duas doses.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG