Exclusivo

Fatura de água dispara nos concelhos com concessões

Fatura de água dispara nos concelhos com concessões

Residente na Trofa ou em Santo Tirso paga mais 400 euros por ano do que um cidadão de Foz Côa. Há municípios em que a subida de escalão faz duplicar custo para famílias.

Os municípios com concessões de água continuam a ter os tarifários mais caros em Portugal. Santo Tirso, Trofa e Vila do Conde estão no topo da lista dos mais onerosos para os consumidores, calcula a Deco Proteste num estudo a que o JN teve acesso. Num ano, um trofense paga mais 439 euros de conta de água do que um morador de Foz Côa, o concelho onde o serviço triplo (água, saneamento e resíduos sólidos) é mais barato. Acresce que, em alguns concelhos, a mudança de escalão pode fazer duplicar o valor a pagar no final do mês, o que penaliza as famílias maiores.

Os dez concelhos onde a fatura da água é mais alta estão todos sujeitos a um contrato de concessão. "Temos pedido aos municípios que expliquem o que fundamenta estas disparidades, isto é, porque é que, em vez de ser otimizada a gestão da água, estamos a atirar com mais custos para os consumidores?", questiona Bruno Santos, da Deco Proteste. Uma das explicações poderá ser a previsão de receitas nos contratos celebrados entre autarquias e privados , que não chega a ser alcançada. "Havia contratos que não correspondiam, por exemplo, à evolução demográfica do concelho e isso acabou por ser pago por quem vivia nesses municípios", aponta.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG