Premium

Fecho dos serviços encarece cartão de cidadão dos bebés

Fecho dos serviços encarece cartão de cidadão dos bebés

Pais não estão obrigados a tirar documento em 20 dias, mas, se precisarem dele, têm de pagar 30 euros pela urgência.

O encerramento generalizado dos serviços do registo civil encareceu a emissão do cartão de cidadão dos recém-nascidos. Os pais que necessitam do documento estão a ser forçados a pagar uma taxa de urgência. Em vez do custo habitual de 7,50 euros, têm de desembolsar quatro vezes mais: 30 euros. Quem pode adiar, está a fazê-lo.

O estado de emergência ditou o fecho de muitas conservatórias e dos balcões do Instituto dos Registos e do Notariado (IRN), que hoje apenas dão resposta a alguns serviços. Há funcionalidades que podem ser realizadas online, sem sair de casa (ler Saber mais), mas o pedido de emissão do primeiro cartão do cidadão não consta dessa lista, até porque é obrigatória a presença do bebé.

Outras Notícias