Saúde mental

Federação e Ordem dos Psicólogos unidos pelo bem-estar dos ginastas

Federação e Ordem dos Psicólogos unidos pelo bem-estar dos ginastas

Federação Ginástica de Portugal e Ordem dos Psicólogos vão assinar um protocolo que visa promover a qualidade e o bem-estar dos ginastas.

A Federação Ginástica de Portugal (FGP) e a Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) estão, desde fevereiro, a trabalhar num protocolo com o "objetivo último de promover a excelência, a qualidade de vida e o bem-estar dos ginastas" e tencionam assiná-lo na primeira quinzena de setembro, disse ao JN o presidente da FGP, Luís Arrais.

A época desportiva deve começar durante o mês de setembro, pelo que a assinatura do protocolo permite que "possamos desde logo começar a agilizar um plano de intervenção ajustado às necessidades identificadas".

"Contar com a colaboração de uma entidade como a Ordem dos Psicólogos é dar um passo importante na construção de uma abordagem multidisciplinar nas vertentes do treino e da competição em Ginástica. O protocolo que iremos celebrar prevê a realização de ações no âmbito da Psicologia do Desporto, com o objetivo último de promover a excelência, a qualidade de vida e o bem-estar dos ginastas", sublinhou Luís Arrais.

O plano de ação ainda não está concluído mas o presidente deixou a garantia de que vai ter uma "abordagem progressiva com o objetivo de se tornar cada vez mais abrangente".

Recentemente, o mundo inteiro foi surpreendido com a desistência da tetracampeã olímpica, a ginasta norte-americana Simone Billes, durante uma final por equipas. A atleta abandonou praticamente todas as competições dos Jogos Olímpicos assumindo estar a atravessar um momneto difícil psicologicamente.

"A seguir à minha exibição, simplesmente não quero continuar. Tenho de me focar na minha saúde mental, é o mais importante no desporto atualmente", disse, na sequência da desistência. Nas redes sociais multiplicaram-se os elogios a Simone Biles por ser uma atleta de alta competição e não ter medo de revelar que está a atravessar uma fase difícil a nível psicológico, combatendo assim o estigma e o preconceito que existe relativamente à saúde mental.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG