Professores

Fenprof aponta para 95% de adesão à greve em Coimbra

Fenprof aponta para 95% de adesão à greve em Coimbra

O secretário-geral da Federação Nacional dos Professores (Fenprof), Mário Nogueira, afirma que a adesão à greve esta terça-feira no distrito de Coimbra ronda os 95%, apontando que está "acima dos outros dias todos".

"Ainda não temos os dados todos, mas os que temos indicam que as escolas com menos adesão rondam os 92%", revela Mário Nogueira, destacando que é uma manifestação "como nunca se viu" no distrito.

"É a maior greve de sempre desde que me lembro", salienta Mário Nogueira, reforçando que todas as escolas passaram os 90% de adesão.

PUB

Três mil em manifestação

Os professores estão concentrados na Praça 8 de Maio, junto à Câmara Municipal de Coimbra. Segundo a PSP, estão cerca de três mil manifestantes presentes.

É o caso de Maria Manuel Mansilha, professora de Biologia na Escola Martim de Freitas, que conseguiu ficar este ano em Coimbra, depois de vários anos colocada em vários pontos do país.

"Já estive na Murtosa, Torreira, Tomar ou Carregal do Sal. Ganhava 1020 euros e gastava 500 em combustível e portagens. Com filhos pequenos, saía de casa às 6.45 horas e chegava às 19.30 horas", relata.

Com 27 anos de serviço, Maria Manuel conta que nunca passou do primeiro escalão.

Apelo à união

No discurso para os manifestantes, Mário Nogueira voltou a apelar à união de todas as forças sindicais.

"Não estamos sozinhos e apelamos a que todos nos juntemos, porque este é o espaço para todos. Pedimos ao Ministério da Educação que queríamos uma mesa negocial única, porque estamos todos a defender o mesmo", assegurou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG