Exclusivo

Financiamento dos Cuidados Continuados revisto até setembro

Financiamento dos Cuidados Continuados revisto até setembro

O Governo atualizou, esta quinta-feira, com efeitos retroativos a janeiro deste ano, as comparticipações financeiras de respostas sociais como lares ou centros de dia. De fora dos reforços inscritos na adenda extraordinária ao Compromisso de Cooperação para o Setor Social e Solidário, ficou a Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Ficando, no entanto, lavrado o compromisso de, até 15 de setembro, serem revistas as tabelas de pagamentos. Numa altura em que várias instituições enfrentam dificuldades para fazer face à subida dos custos.

Segundo o presidente da União das Misericórdias Portuguesas, "há um princípio de acordo, que corresponde ao pedido de atualização". Na adenda, diz Manuel Lemos, "há o compromisso de, até 15 de setembro, analisar com o Ministério das Finanças, mas não está quantificado".

As misericórdias, recorde-se, ameaçaram, em abril, abandonar a RNCCI, caso o Governo não aumentasse a comparticipação por utente. Segundo o presidente da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade, "o que o Estado paga não cobre o custo por utente". Tendo Lino Maia a garantia de que "até 15 de setembro haverá uma atualização".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG