Balanço

Mais de 86% dos novos casos de Covid registados na região de Lisboa

Mais de 86% dos novos casos de Covid registados na região de Lisboa

Portugal somou mais 14 mortos, nas últimas 24 horas, e registou mais 152 casos positivos de covid-19. Foco centrado em Lisboa.

Segundo a ministra da Saúde, Marta Temido, nas últimas 24 horas morreram 14 pessoas devido à covid-19 em Portugal, elevando o total de 1302 para 1316. Foram confirmados mais 152 novos casos, para os atuais 30623.

Dos 152 novos casos registados até à meia-noite de sábado, e divulgados este domingo, 131 (86%) foram registados na Região de Lisboa e Vale do Tejo (RLVT). Na Região Norte foram contabilizados 14 positivos, o número mais baixo desde 14 de março, e sete na região Centro.

Alentejo, Algarve, e as regiões autónomas dos Açores e da Madeira não registam novos casos há vários dias.

A nível global, a região Norte regista o maior número de mortos (738), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (316), do Centro (231), do Algarve (15), dos Açores (15) e do Alentejo, que regista uma morte, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24 horas de sábado, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Das 14 vítimas mortais registadas nas últimas 24 horas, sete são da RLVT, seis da região Norte e do Centro. As outras regiões do país, incluindo as ilhas, não registam vítimas mortais há vários dias.

A taxa de mortalidade global é de 4,3%, subindo para os 16,3% na faixa etária acima dos 70 anos, sublinhou Marta Temido. Das mortes registadas, 893 tinham mais de 80 anos, 253 tinham entre os 70 e os 79 anos, 115 tinham entre os 60 e 69 anos, 39 entre 50 e 59, 15 entre os 40 e os 49, e um dos doentes tinha entre 20 e 29 anos.

Há agora 536 pessoas internadas, menos 14 que as 550 registadas na sexta-feira, 78 das quais, menos duas, nos cuidados intensivos.

O número de recuperados disparou, como era esperado após o anúncio feito, sábado, pela ministra da Saúde. Além da inclusão de 9652 pacientes que tiveram um teste negativo, podendo assim ser considerados curados, há mais 192 pessoas dadas como curadas, elevando o total para 17549.

Na habitual conferência de imprensa no Ministério da Saúde, a titular da pasta, Marta Temido, sublinhou que o maior número de novos casos está entre os jovens adultos, numa altura em que a faixa etária entre os 40-49 anos é a que regista mais casos positivos, num total de 5161, superando em 38 a faixa imediatamente a seguir (50-59), que acumula 5123.

Com o maior número de casos centrado nas idades laborais, estão registados 4545 positivos na faixa etária entre os 30-39 anos e 3907 entre pessoas com 20-29 anos.

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infeção pelo novo coronavírus (2177), seguido por Vila Nova de Gaia (1552), Porto (1347), Matosinhos (1269), Braga (1209) e Gondomar (1077).

Desde o dia 1 de janeiro, registaram-se 309966 casos suspeitos, dos quais 2115 aguardam resultado dos testes. Há 277.228 casos em que o resultado dos testes foi negativo, refere a DGS.

A região Norte continua a registar o maior número de infeções, totalizando 16.678, seguida pela região de Lisboa e Vale do Tejo, com 9.423, da região Centro, com 3.683, do Algarve (361) e do Alentejo (253).

Os Açores registam 135 casos de covid-19 e a Madeira contabiliza 90 casos confirmados, de acordo com o boletim hoje divulgado.

A DGS regista também 26.328 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Do total de infetados, 17.760 são mulheres e 12.863 são homens.