Estado de emergência

Forças Armadas têm 2300 camas para doentes com Covid-19

Forças Armadas têm 2300 camas para doentes com Covid-19

As Forças Armadas têm 2300 camas disponíveis para reforçar a capacidade do Sistema Nacional de Saúde (SNS).

"Em caso de necessidade e no reforço às autoridades de saúde nacionais, as Forças Armadas estão prontas para dar o seu contributo através da disponibilização de camas para internamento em enfermaria e cuidados intensivos, nos polos de Lisboa e do Porto do Hospital das Forças Armadas", referiu em comunicado enviado ao JN o Ministério da Defesa Nacional.

Das camas disponíveis em espaços pertencentes às Forças Armadas, de norte a sul do país, 2000 destinam-se a albergar pessoas infetas com Covid-19 e estão já a ser usadas para instalar utentes de lares de idosos. As restantes 300 camas destinam-se a profissionais de saúde.

"As Forças Armadas têm já apoiado hospitais distritais, de norte a sul do país, com a instalação e manutenção de tendas de campanha no exterior dessas unidades de saúde, ampliando assim a sua capacidade de triagem e de isolamento de casos suspeitos de infeção", refere ainda o comunicado do ministério de João Gomes Cravinho. Por causa da urgente necessidade de triar doentes, o exército já montou tendas em 9 hospitais e 2 centros de saúde no continente e no Arquipélago da Madeira.

"Em resposta aos pedidos de apoio já efetuados, o Laboratório Militar de Produtos Químicos e Farmacêuticos do Exército, apoia no armazenamento, gestão e distribuição da reserva estratégica do medicamento e dos dispositivos médicos, estando, desde fevereiro, a produzir, produzido de gel desinfetante", finaliza o documento.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG