Covid-19

Francisco Rodrigues dos Santos aceite pelas Forças Armadas como voluntário

Francisco Rodrigues dos Santos aceite pelas Forças Armadas como voluntário

Francisco Rodrigues dos Santos alistou-se como voluntário para ajudar as Forças Armadas nas ações desenvolvidas na luta contra o novo coronavírus durante o estado de emergência. O JN apurou que o líder do CDS-PP foi aceite e em breve irá para o terreno.

"Chicão", como é também tratado, soube que o seu pedido para auxiliar os militares que estão no terreno a prestar apoio aos portugueses, em reforço do Serviço Nacional de Saúde, foi deferido já a semana passada, mas é em segredo que se tem preparado para a missão.

"Alistei-me como voluntário para auxiliar as Forças Armadas nas ações que vão desenvolver em apoio dos Portugueses, nesta guerra contra o COVID-19, enquanto durar o Estado de Emergência", afirmou o dirigente político quando se candidatou.Líder do CDS-PP aceite pelas Forças Armadas como voluntário na luta contra a Covid-19

Francisco Rodrigues dos Santos alistou-se como voluntário para ajudar as Forças Armadas nas ações desenvolvidas na luta contra o novo coronavírus durante o estado de emergência. O JN apurou que o líder do CDS-PP foi aceite e em breve irá para o terreno.

"Chicão", como é também tratado, soube que o seu pedido para auxiliar os militares que estão no terreno a prestar apoio aos portugueses, em reforço do Serviço Nacional de Saúde, foi deferido já a semana passada, mas é em segredo que se tem preparado para a missão.

"Alistei-me como voluntário para auxiliar as Forças Armadas nas ações que vão desenvolver em apoio dos Portugueses, nesta guerra contra o Covid-19, enquanto durar o Estado de Emergência", afirmou o dirigente político quando a imprensa soube da sua candidatura.

Fonte próxima do processo, avança que Francisco Rodrigues do Santos deverá ir para o Regimento de Transportes, em Lisboa, mas ainda falta confirmação do Exército, o que deverá acontecer em breve.

Filho de um oficial do Exército, estudou durante oito anos no Colégio Militar antes de se formar em Direito na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, e foram várias as vezes que se assumiu um patriota que não vira as costas ao País em momentos difíceis.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG