Reunião

Freguesias estão à espera de agravamento das medidas

Freguesias estão à espera de agravamento das medidas

O presidente da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), Jorge Veloso, participa esta quinta-feira na habitual reunião política e técnica de alto nível, no Infarmed, sobre a situação da pandemia, com expectativas baixas quanto ao desagravamento das medidas de prevenção.

"O período do Natal é importantíssimo e o que se espera é um agravamento e não um abrandamento", disse o dirigente da Anafre, um dos parceiros que, como a Associação Nacional dos Municípios Portugueses (ANMP), costuma participar nos encontros, ao contrário do que, por lapso, referimos anteontem.

Jorge Veloso aguarda as informações que as autoridades de saúde e os peritos transmitirão, mas nota que o número de infetados continua muito elevado e que a maior parte dos concelhos se encontra em situação de risco de transmissão do coronavírus SARS-CoV-2 muito elevado ou extremamente elevado.

"As medidas que estão a ser executadas não poderão ser levantadas de qualquer maneira", observou, preocupado com a previsão da subida do número de óbitos ainda este mês.

Recorde-se que o primeiro-ministro admitiu anteontem definir para a celebração natalícia das famílias "o máximo de pedagogia e o mínimo de regras", agravando-as na passagem de ano. As medidas serão clarificadas pelo Governo no próximo sábado.

Na reunião de hoje, não vai participar a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, por estar doente com covid-19. Segundo uma nota da DGS, a responsável "apresenta sintomas ligeiros da doença", encontrando-se em isolamento. Mais uma cara conhecida a juntar-se à lista de nomes que também já testaram positivo. Alguns deles do Governo.

Sem "alto risco"

PUB

No círculo habitual de contactos de Graça Freitas estão especialmente a ministra da Saúde, Marta Temido, e os secretários de Estado António Lacerda Sales (adjunto e da Saúde) e Diogo Serra Lopes (Saúde), que foram submetidos a testes de rastreio ainda na noite de terça-feira.

Ontem à noite, a DGS confirmou que três pessoas da instituição tinham testado positivo ao coronavírus, referindo que outros dez trabalhadores estariam em isolamento profilático, devido à proximidade com os infetados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG