Exclusivo

Fuga ao IVA dava para pagar mais uma bazuca europeia

Fuga ao IVA dava para pagar mais uma bazuca europeia

Contas oficiais apontam para 14,5 a 22,5 mil milhões de euros. Mais tecnologia e equipas ágeis das Finanças explicam queda.

O imposto sobre o valor acrescentado (IVA) que ficou por cobrar, entre 2009 e 2018, em Portugal, andará em torno de 14,5 a 22,5 mil milhões de euros, conforme as contas do Instituto Nacional de Estatística (INE) ou da Comissão Europeia (CE). A metodologia das instituições diverge, mas é certo que dava para pagar uma "bazuca" europeia (16,6 mil milhões de euros). Apesar das melhorias no combate à evasão fiscal, ainda são condenados todos os anos milhares de portugueses por fraude ou abuso de confiança fiscal.

Os estados-membros da União Europeia perderam 134 mil milhões de euros em IVA, em 2019, o que equivale a quatro mil euros por segundo, calcula a Comissão Europeia. O resultado geral tem vindo a melhorar, mas ainda há grandes diferenças entre os países, desde a Roménia (34,9% das receitas do IVA por cobrar) até à Croácia (apenas 1% por cobrar), passando por Portugal, com uma falha de 7,9% nas receitas do IVA. Desde 2015, o denominado "gap do IVA" em Portugal tem vindo a diminuir um ponto percentual por ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG